Gestão de estoque para pet shop: 5 passos para não errar e evitar prejuízo

por-que-investir-em-produtos-de-higiene-para-gatos-em-seu-pet-shop
Por que investir em produtos de higiene para gatos em seu pet shop?
3 de fevereiro de 2017
5-cuidados-especiais-para-pets-de-pequeno-porte
5 cuidados especiais para pets de pequeno porte
14 de fevereiro de 2017

Gestão de estoque para pet shop: 5 passos para não errar e evitar prejuízo

gestao-de-estoque-para-pet-shop-5-passos-para-nao-errar-e-evitar-prejuizo

Fazer uma gestão de estoque eficaz é fundamental para suprir a demanda de vendas, ao mesmo tempo em que se evita desperdícios e um aumento dos custos. Para que isso seja possível, é necessário tomar alguns cuidados relacionados à rotina de movimentação dos materiais.

A seguir, listamos alguns passos com as melhores práticas para melhorar o controle de estoque do seu pet shop e conseguir aprimorar os resultados. Confira agora mesmo!

1. Conheça o seu estoque

Você sabe dizer, com precisão, as quantidades de cada produto no estoque? Ou quais deles saem com muita frequência e quais estão parados? Conhecer sua operação é o primeiro passo para conseguir maior organização e melhorar a sua gestão.

Portanto, comece com uma análise da composição do estoque e documente todos os itens disponíveis, com suas respectivas quantidades.

2. Identifique o giro de cada produto

O próximo passo é começar o acompanhamento do giro dos produtos. Ele representa o tempo médio que cada item fica em estoque, desde o momento em que foi recebido, até a sua venda, apontando qual é a frequência ideal para acionar os fornecedores e fazer a reposição.

Com essa informação, se torna possível saber quais materiais devem ser comprados com menor ou maior frequência e quais deles precisam deixar de ser adquiridos imediatamente. Esse controle é crucial para evitar a falta e os excessos no estoque — o que previne a perda de vendas ou desperdícios.

Vale ressaltar, também, a importância de fazer a verificação das datas de validade de cada item recebido. Existem casos em que o vencimento está próximo — e o fornecedor não permite troca — e, se isso não for notado, pode haver prejuízo no caso de não haver vendas desse item no período.

3. Registre todas as movimentações

Toda vez em que há um processo de recebimento, vendas ou trocas, ele deve ser rigorosamente registrado. Essa informação, além de ajudar no cálculo do giro dos produtos, auxilia a criar um controle de estoque mais eficaz, já que se sabe exatamente o que entrou ou saiu em determinado período.

4. Realize inventários periódicos

O inventários — também chamados de balanço de estoque — são fundamentais para uma gestão de estoque eficaz. Essa atividade consiste na contagem de todos os itens disponíveis e a comparação desses resultados com os dados que são controlados virtualmente, quer seja por meio de planilhas, seja via sistema.

Além disso, o inventário ajuda a identificar a obsolescência de produtos, possíveis perdas, avarias ou extravios. Quando ele é realizado em períodos menores de tempo, por grupo de materiais, as causas dessas falhas são identificadas mais facilmente, permitindo a elaboração de ações de correção mais eficazes.

5. Utilize um sistema de gestão de estoque

Como você pode ver até aqui, para alcançar uma boa gestão de estoque, é necessário, basicamente, um controle bem preciso das rotinas ligadas a essa área. E isso envolve, também, um bom acompanhamento das informações relativas a cada atividade. Contudo, gerir todos esses dados de forma manual — anotações em agenda ou utilização de planilhas, por exemplo — aumenta os riscos de erros e extravios de informação.

Sendo assim, para otimizar ainda mais a gestão, vale a pena investir em um software, que, além de automatizar as rotinas, centraliza as informações, otimiza os processos, ajuda na tomada de decisão e ainda proporciona redução de custos.

Essas são apenas algumas medidas que podem ser adotadas como forma de aprimorar o controle na sua loja. No entanto, cabe a você identificar as oportunidades de melhoria que podem ser feitas e adotá-las, de forma que a gestão de estoque esteja constantemente sendo otimizada.

O que achou desse artigo? Quer continuar por dentro dos conteúdos que postamos? Então, assine a nossa newsletter agora mesmo para receber as novidades!