Quer reduzir a inadimplência no seu pet shop? 4 práticas para adotar

percepcao-do-cliente-5-maneiras-de-criar-valor-para-sua-loja
Percepção do cliente: 5 maneiras de criar valor para sua loja
5 de julho de 2017
5-livros-que-todo-dono-de-pet-shop-deve-ler
5 livros que todo dono de pet shop deve ler
10 de julho de 2017

Quer reduzir a inadimplência no seu pet shop? 4 práticas para adotar

quer-reduzir-inadimplencia-no-seu-pet-shop-4-praticas-para-adotar

Qualquer empreendimento que lide diretamente com o público já passou por problemas com clientes que simplesmente não arcam com os seus compromissos. Embora eles não sejam maioria, esses valores podem impactar negativamente no orçamento de qualquer negócio. Por isso, é importante saber como reduzir a inadimplência no pet shop.

Existem algumas práticas para adotar que, embora não sejam capazes de simplesmente eliminar esse tipo de situação, podem ser fundamentais para reduzir as chances de você não receber.

Ficou interessado? Então confira as dicas que separamos a seguir:

1. Estreite o relacionamento com seu público

O primeiro passo para reduzir a inadimplência no pet shop é estreitar o seu relacionamento com o público. Embora isso não seja garantia de receber em dia, quando o cliente está satisfeito com o atendimento, se sente bem recebido no ambiente e efetivamente gosta da empresa, a tendência de ficar em dia com os débitos é muito maior.

Além do tratamento cordial, educado e eficiente, que é imperativo para ter sucesso nesse mercado, é interessante abrir canais para opiniões e sugestões. Você pode montar pesquisas ou pequenos formulários, por exemplo. Disponibilizar agrados como balas e biscoitos para os animais também é muito simpático.

2. Tome cuidado ao oferecer crédito

Embora você deva tentar sempre estreitar o seu relacionamento com o público, isso não quer dizer que você possa ser descuidado ou omisso na hora de oferecer crédito. Esse é justamente o momento em que muitas pessoas acabam caindo na inadimplência, o que indica que você precisa redobrar a atenção.

Não ofereça essa possibilidade para consumidores que ainda estejam nas primeiras compras e guarde a opção para parceiros frequentes e mais antigos. Pesquise se ele tem uma boa reputação como pagador, checando se o nome dele consta nos serviços de proteção como o SPC e o SERASA.

3. Seja minucioso com os seus recebimentos

Outra atitude fundamental para reduzir a inadimplência no pet shop é ser minucioso com os seus recebimentos. Afinal, você só poderá cobrar uma dívida se efetivamente souber que ela existe, não é mesmo? E acredite: com o volume alto de vendas e atendimentos, os funcionários acabam se esquecendo de lançar algumas movimentações.

Antes de mais nada, instrua sua equipe. Se necessário, ofereça treinamentos específicos e agende reuniões esporádicas. Quanto mais rápido você identificar e mais tempo o cliente estiver em atraso, maiores serão as chances de você nunca receber.

4. Cobre de uma maneira adequada

Por fim, se mesmo diante das precauções, o cliente está devendo, você deve cobrá-lo de maneira adequada. Uma boa ideia é fazer o primeiro contato por e-mail, pois é uma forma menos invasiva e mais discreta de lembrá-lo do débito.

Além disso, é bem possível que ele tenha simplesmente se esquecido de pagar e esse aviso já resolveria o problema.

Caso ele não regularize a situação, é hora de utilizar o telefone e negociar as possibilidades. É importante que você já tenha em mãos algumas opções para oferecer. Assim, a pessoa não terá muitas “desculpas” para não aceitar uma delas e finalmente cumprir com as suas obrigações.

E agora, pronto para reduzir a inadimplência no pet shop? Gostou desse conteúdo? Então confira nosso artigo com os 5 documentos fiscais que seu pet shop precisa ter em dia!